Os 10 melhores destinos místicos • BesThings

Os 10 melhores destinos místicos

Cidades perdidas, templos milenares, paraísos intocados… Selecionamos alguns dos principais destinos para quem procura por experiências espirituais


Mosteiro de Rila
Montes Rila // Bulgária  

Fundado em 927, o mosteiro foi a casa e o túmulo do eremita Ivan Rilski, que anos depois foi identificado como São João Rila, o santo padroeiro da Bulgária. Esta construção é extraordinária e ainda hoje fascina os cientistas por causa de seu afastamento: mais de oito mil metros quadrados foram construídos em terra a uma altitude de 1.147 metros. Este edifício é o maior complexo arquitetônico da Igreja Ortodoxa na Bulgária e um símbolo do renascimento nacional da Bulgária.


Covão Dos Conchos
Serra Da Estrela // Portugal

Parece imagem de um filme de mistério. Quem chega ao topo da Serra da Estrela, em Portugal, vê uma espécie de ralo que parece esvaziar as águas cristalinas de um enorme lago. O Covão dos Conchos foi construído em 1955 para escoar o volume da lagoa dos Conchos até a lagoa Comprida, que fica alguns metros abaixo. Com 4,6 metros de profundidade, 48 de comprimento e uma capacidade armazenamento de 120 mil m3, a obra também funciona como uma pequena usina de energia e impressiona pela beleza.


Santiago de Compostela
Corunha // Espanha 

No século 9, um ermitão guiado por uma estrela encontrou os restos mortais do apóstolo Tiago, responsável por pregar a palavra de Cristo na região hispânica. A cidade onde isso aconteceu foi rebatizada como Santiago de Compostela e o local onde o corpo foi encontrado passou a abrigar a Catedral de Santiago, inaugurada no ano de 1128. Desde então, milhares de peregrinos percorrem o longo trajeto que Tiago teria feito durante seu martírio, entre as regiões antes conhecidas como Judeia e Ibéria.


Aparecida do Norte
São Paulo // Brasil 

Em 1717 pescadores encontraram a imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do rio Paraíba, no interior de São Paulo, e transformaram a história do lugar para sempre. Rebatizada de Aparecida, a cidade onde a pequena estátua foi encontrada passou a receber devotos e acabou se tornando um dos principais núcleos turísticos do País. Em 1745, ganhou a primeira capela de madeira e, em 1980, a Catedral Basílica de Nossa Senhora Aparecida, a maior do mundo, com 143 mil metros quadrados de área construída.


Monte Sinai
Península do Sinai // Egito

Segundo a Bíblia e a tradição judaica, foi no Monte Sinai, um pico de granito a 2.285 metros de altitude, que Moisés recebeu as tábuas com os Dez Mandamentos. A região abriga vários locais de culto, como a Capela da Santíssima Trindade. Construído em 1934 sobre as ruínas de uma igreja do século 16, o templo tem uma escadaria escavada na rocha, com cerca de 3 mil degraus, que leva os visitantes da base ao topo do monte.


Meryem Ana
Monte Koressos // Turquia 

No início do século 19, a freira alemã Anne-Catherine Emmerich contou uma série de visões sobre a vida de Jesus e sua mãe Maria. Em uma delas, Anna descreve a casa em que Maria iria morar, mencionando detalhes arquitetônicos e o local onde ela estava. Essas descobertas foram escondidas até 1881, quando o padre francês Julien Jouyet decidiu investigar essa informação e descobriu um pequeno edifício de pedra no Monte Korysos. O edifício tornou-se um santuário e foi visitado por 13 Papas Leão e 16 Bentos.


Bodhgaya
Gaya // Índia 

Segundo a tradição budista, Buda Gaya foi a cidade onde Gautama Sidarta, o fundador desta religião, atingiu a iluminação por volta de 500 aC. Este destino é visitado todos os anos por milhares de turistas, que vão em peregrinação a lugares como o Templo Obojeji, um grande templo com uma torre principal de 50 metros de altura. Construído há mais de 2000 anos, o monumento já passou por várias restaurações e reparos e foi declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 2002.


Stonehenge
Salisbury // Inglaterra 

O monumento foi erguido há cerca de 6000 anos e a sua origem está envolta em mistério. Ainda hoje, arqueólogos e historiadores estão tentando entender a função ou o significado deste sítio arqueológico da Idade do Bronze. Uma das teorias é que o local serviu como estação meteorológica que ajudou os antigos moradores da região a determinar as estações do ano. No solstício de verão em 21 de junho e no solstício de inverno em 21 de dezembro é possível ver o nascer do sol no centro do maior tijolo.


Dunas de Merzouga
Deserto do Saara // Marrocos 

Publicado em 1949, o romance O Céu que nos Protege, de Paul Bowles, mostra como o silêncio pode nos levar a reflexões existenciais. No livro, os protagonistas Kit e Port Moresby decidem seguir em uma viagem nas areias do Saara para salvar seu casamento, passando por pontos como as Dunas de Merzouga, na porção marroquina do deserto. Até hoje a obra inspira muitos leitores a desbravarem essa região árida e inóspita, que impressiona pela grandiosidade.


Machu Picchu
Urubamba // Peru 

Símbolo do Império Inca, esta cidade foi fundada por volta de 1420 na bacia do rio Urubamba, no Peru. Este lugar impressiona com sua engenhosidade e sua localização improvável a 2.400 metros acima do nível do mar. Como resultado, este antigo centro da cidade permaneceu escondido até 1911, quando o antropólogo e historiador norte-americano Hiram Bingham redescobriu a cidade perdida de Machu Picchu e a apresentou ao mundo.